NEWS

hva2019_0007_cintia

Cíntia Taylor reforça a equipa de Realização da “/O2 Audiovisuais”!

A operar nos Países Baixos e em Lisboa, Cíntia fica com o pelouro de realização de novos projetos institucionais e de publicidade em Portugal, bem como com a internacionalização da produtora. Na “/O2” espera continuar a desenvolver mais histórias (inter)nacionais e ajudar marcas a projetarem-se junto das suas audiências através de narrativas emocionantes e de qualidade.

No seu trabalho, traz experiência e técnicas de várias disciplinas, incluindo jornalismo, poesia, literatura, cinema e teatro. Esta dinâmica, permite-lhe explorar as formas mais adequadas de contar uma história em todo o seu esplendor e estabelecer ligações emocionais com a audiência.

Com uma abordagem poética, Cíntia gosta de explorar tabus e matérias menos convencionais. O seu trabalho é inclusivo e apoia a diversidade em todos os ângulos, sem fazer dela um “gimmick” ou o centro das histórias que conta. Cíntia chama esta abordagem de “normalização da diversidade”.

A sua carreira profissional começa como jornalista tendo trabalhado como freelancer para a “BBC”, o “The Daily Beast”, a “NBC”, o “Monocle”, a “France24”, a “Radio France International”, entre outros.

O seu último filme, a curta metragem “CLINCH”, foi considerado “o primeiro post filme #MeToo” dos Países Baixos pela “De Filmkrant” , principal revista sobre a indústria cinematográfica Holandesa.

Cíntia também encenou duas peças “Wet” e “The God of Carnage”, e escreveu a peça “The Ingenious Mind” que esteve em cena no prestigiado “International Theatre Amsterdam”, em 2018.

Além do seu trabalho mais artístico, trabalha como especialista de storytelling e brand narratives para várias empresas, nas quais desenvolve, entre outros serviços, estratégias de conteúdos e guiões para filmes institucionais.

Entre alguns dos seus clientes encontram-se, a “Philips”, o “Boston Consulting Group” e a “National Geographic”.